Celebridades

Miley Cyrus na passarela encerra o NYFW para Marc Jacobs

By  | 

Miley Cyrus na passarela encerrou mais uma edição dos desfiles femininos do New York Fashion Week para a Marc Jacobs.

Desta vez, referentes à temporada outono/inverno 2020/21.

A cantora e atriz Miley Cyrus deu seu show na passarela.

O estilista apresentou uma coleção com criações minimalistas, mas cheia de informação de moda.

Entre apostas sessentistas e noventistas, algumas produções de festa ganharam ares mais extravagantes.

Uma performance de dança acompanhou o desfile de outono/inverno 2020/21 do estilista, repleto de peças minimalistas e elegantes.

Miley Cyrus na passarela encerra o NYFW para Marc Jacobs

Confira outra Fashion Weeks

Nesta coleção, o designer norte-americano atualiza itens clássicos com uma pegada minimalista e trabalha silhuetas amplas e limpas nos casacos.

Ao WWD, Jacobs descreveu a coleção como alegre, focada na duração e na qualidade das peças, mas sem a extravagância apresentada no NYFW anterior.

Além da alfaiataria impecavelmente trabalhada, o estilista criou opções de peças atemporais, que vão desde o conjuntinho de sutiã e calça vestido por Miley Cyrus até vestidos para a noite, com detalhes refinados e exuberantes.

Nas peças, o designer reflete sobre Nova York e “celebra o caos e a forma, conjurando as expressões mais exteriores de nossos sentimentos mais íntimos”, conforme assinalou no Instagram.

Nos looks apresentados ao fim do desfile, as texturas, rendas, caudas e capas acrescentam drama e extravagância.

Sem falar nas luvas metálicas acima do cotovelo, que também aparecem em versões pretas, brancas e alguns modelos mais curtos, que cobrem apenas as mãos.

Apesar da simplicidade das peças, a apresentação, como um todo, foi teatral.

As modelos desfilaram acompanhadas por dançarinos, todos vestindo peças by Marc Jacobs.

A performance foi desenvolvida pela coreógrafa e dançarina norte-americana Karole Armitage.

Em determinada parte do show, os bailarinos também começaram a dançar nos espaços entre as mesas dos convidados.

Para o estilista, a genialidade de Armitage está na forma como ela desafia os gestos convencionais.

“Suas articulações abruptas, ferozes e, às vezes, violentas trazem as influências culturais de hoje para uma conversa com um passado de Nova York que amarei para sempre”, pontua Jacobs.

Em sua conta pessoal, a coreógrafa disse que ficou honrada pela oportunidade.

“Devo estar alucinando”, escreveu. “Ficar acordada até 5h da manhã para verificar as roupas de todos e adaptar os movimentos para que os dançarinos ainda pudessem se apresentar deve ter sido uma ilusão.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *